Tuesday , 22 August 2017

Home » Design & Arquitetura » Marco Zero por Dalton Monteiro

Marco Zero por Dalton Monteiro

Não é fácil projetar um espaço reverencial. Seja a mártires, a vítimas de atentados ou de acidentes. O tema é instigante, mas difícil. Aqui em São Paulo foi inaugurado o memorial às vítimas do acidente com o avião da TAM, que ultrapassou a pista e chocou-se contra um prédio da própria empresa. Ainda não vi o projeto, apenas reportagens simples a respeito.
Mas já vi várias fotos do memorial  às vítimas do trágico evento com as Torres Gêmeas, em Nova Iorque, e o que me impressionou foi a “sacada” do arquiteto autor do projeto ao não projetar nada nos locais onde nasciam os prédios, mas colocando ali dois espelhos d’água, minimalistas,  mas de uma representação grandiosa: suas bordas, fartamente iluminadas, vertem água em cascatas ao longo de todo o entorno de cada vão, criando um espelho d’água rebaixado, cujo centro é um “buraco negro” que chupa as águas, como que indicando que as vítimas daquele trágico acontecimento, cujos nomes estão gravados na borda de cada espelho d’água, descem em vida (cascata iluminada) até o nível inferior e são sugadas para o vazio da eternidade, representada pelo buraco negro central. Simples, mas de uma força espiritual muito grande. Depois, ao lado, virão outros complementos ocupando o restante da área.
Esse projeto começa quando o arquiteto não ocupa os espaços das torres com nada construtivo, mas resolve ocupá-lo com água, luz e ar, dirigindo esses elementos para o vazio, para o escuro, para o Universo. O ruído provocado pela queda da água, constante e uniforme, cria a atmosfera completa à meditação de quem vai reverenciar as vítimas no local.
Para quem estiver em NY, vale uma visita…
Mais informações sobre o trabalho do Arqto. Dalton Monteiro.
www.dgmarquiteto.com.br

 

scroll to top