Sunday , 20 August 2017

Home » Blogosfera » Guest Post: Magê do Blog Milãos nas Mãos

Guest Post: Magê do Blog Milãos nas Mãos

June 17, 2013 3:48 pm by: Category: Blogosfera Leave a comment A+ / A-

Cada vez mais, principalmente agora com o blog, tenho repetido uma frase para as pessoas que começa a me parecer um clichê, mas não é. Aliás, a mais pura verdade sobre Milão: que é uma cidade que não é feita para o turista preguiçoso, aquele que quer tudo de mãos beijadas.

Milão é como uma senhora elegante, austéra, que não ostenta nunca sua beleza. Timída, é cheia de segredo nos seus interiores, telhados e subterrâneos. Uma cidade para quem gosta de descobrir.

Capital do Império Romano do Ocidente por séculos, a cidade sempre foi um ponto de referência importante no país. Atualmente (e muitas vezes, infelizmente) é mais conhecida pela sua moda, lojas de grifes de luxo e design. Também muito conhecida, é a sua catedral, aqui chamada só de Duomo, exemplo peculiar de arquitetura gótica e praticamente um museu de esculturas a céu aberto.

Pinaculos

E é próprio dali que o turista/viajante deve começar a sua exploração: dar a volta admirando seus 135 pináculos, todos com uma estátua em cima, entrar para conhecer seus vitrais, subir aos telhados completamente percorríveis para ver a cidade de um outro ponto de vista e, enfim, descer aos subterrâneo, para conhecer nos restos romanos da Milão do século 4.

Dali, inevitável não notar a Galeria Vittorio Emanuele, chamada aqui de “il salotto di Milano”, a Praça Scala que abriga o famoso teatro de lirica e chegar até o Castelo Sforzesco e seus maravilhosos museus, que acolhem, entre outras obras-primas, uma Pietà di Michelangelo inacabada.

Galeria

Mas essa é a Milão que todo mundo conhece, difícil de evitar. Mas a cidade, dominada a partir do século 16 por espanhóis, franceses e austriacos, tem casas e palácios que escondem pátios e jardins maravilhosos atrás de fachadas sérias.

Jardim Atelani

O monumental Corso Venezia é o melhor exemplo disso: a dois passos do centro, abriga o conhecido parque Giardini Publici, a Vila Reale, hoje museu gratuíto, inúmeros palácios das mais variadas arquiteturas e a entrada do meu amado Quadrilátero do Silêncio, um aglomerado de ruas silenciosas, onde prédios e vilas nobres são a moldura para um mundo paralelo. Tem até uma colonia de flamingos rosa nos jardins da Vila Invernizzi.

Flamingos

Ainda no quesito silêncio e segredos, a cidade tem um número de igrejas encantadoras, cheias de tesouros de artes e com claustros de tirar o folêgo. É o caso da renascimentista Santa Maria delle Grazie, cujo o antigo refeitório dos domenicanos abriga a obra de arte mais famosa do mundo: a Santa Ceia de Da Vinci.

Claustro

Para quem quer mais agito, não pode deixar de ir passear em Brera, bairro descolado e chic, mas que até os anos 70 era popular e boêmio e abrigou os bordéis mais famosos da cidade, junto com as casas e estúdios de artistas e estudantes da vizinha Academia de Belas Artes. É no famoso bairro também, que fica o museu mais importante da cidade, a Pinacoteca de Brera. Continuação de Brera é área de Corso Garibaldi e Corso Como, onde lojas e discotecas são o contorno de uma das áreas mais dinâmicas e em mutação da cidade.

Bar Brera

O agito também faz parte da área dos canais, aqui chamada de Navigli, onde a concentração de bares e restaurantes torna difícil a escolha do melhor lugar para experimentar o famoso “aperitivo milanese”, happy-hour abundante, onde você paga o drink e tem livre acesso a um riquissímo buffet. O jantar é garantido.

Mas como ninguém é de ferro e pode sempre dar aquela vontade incontrolável de comprar uma coisinha, Milão oferece o melhor em termos de compras, com seu famoso Quadrilátero da Moda, a loja de departamentos La Rinascente, as suas criativas e modernas concepts stores e áreas de compras mais acessíveis, como Vila Torino, Corso Buenos Aires e Corso Vercelli.

Rinascente

 E o melhor de tudo isso é que você pode ver e visitar a cidade caminhando, já que Milão é bela a pé.

Conheça mais sobre a Magê e seu serviço de passeios culturais a pé por Milão no Blog Milão nas Mãos:

http://www.milaonasmaos.it/

Leave a Comment

scroll to top